7 de abril de 2018


Chegou a Primavera, mas a chuva e o tempo ainda fresco não deixam que ela se deixe mostrar.
Envergonhada, por trás de nuvens e céu cinzento, vem a medo fazer despertar as flores próprias da sua estação.
Não são muitas mas dão um toque de vida e pinceladas coloridas pelo jardim.
Mas há sempre alguém que resolve cortá-las, decepá-las, levá-las para casa, oferecer ou até deixá-las caídas no chão.
Para elas a vida terminou mais cedo. Morreu às mãos de alguém que  nem a beleza da própria natureza consegue ver ou respeitar.
Há pessoas assim, há dias assim!

Sem comentários:

Enviar um comentário