20 de janeiro de 2020

Um novo amanhã


O Sol de hoje já se esconde lá bem no fundo de um horizonte infinito.
Terminou mais um dia de vida, de emoções e de escolhas.
Já não  interessa se foi um dia bom, já não interessam os acontecimentos de hoje.
Interessa que chegou ao fim, que consegui ver o Sol lá longe a desaparecer e que agora fico na quietude da noite a aguardar pelo novo amanhã.
Amanhã? Amanhã terei novas escolhas, novas emoções, novos desafios...
Todos os dias há um recomeço e eu agradeço por ele!

19 de janeiro de 2020

Gerações


Somos nós, adultos, que seguramos a pequena mão das crianças dando protecção e segurança, enquanto recebemos o carinho que vem dela.
Os anos passam, as pequeninas mãos crescem e as grandes tornam-se enrugadas e trémulas.
Nessa altura,  só precisamos que as posições se invertam e possamos receber a segurança que demos durante toda a vida e que o mesmo carinho se funda e se propague pelas duas.
As pessoas e as gerações mudam, mas os sentimentos vivem eternamente nos nossos corações.
O carinho nasce, cresce e fica para sempre entrelaçado nas mãos e na vida.

17 de janeiro de 2020

Fantasiando


Pintamos a cara a  preto e branco ou com cores bem garridas.
Usamos as tintas para esconder a marca das lágrimas, o crispado das emoções ou a tristeza do olhar.
Pintamos a cara para fazer de conta que tudo está bem.
Fantasiados entramos no grande circo da vida como se tudo fosse irreal.
Na fantasia fazemos de conta que o tudo está bem.

13 de janeiro de 2020

Paradoxos


Paradoxos diários,  são quando, sem nada para fazer, oiço o silêncio e vejo o escuro.
Quando olho em frente e a luz aparece sem que a procure.
Quando o cheiro da vela se entranha e desaparece.
Quando o ar entra em mim e me deixa sem fôlego.
Quando a luz brilha tanto que a deixo de ver.
Quando só o coração bate e a calma me invade.
Os meus paradoxos são a minha tranquilidade e a minha paz.
E a paz é o caminho da felicidade.
Paradoxos...

11 de janeiro de 2020

Lua


Pode estar cheia, ser só metade, um quarto, um pedaço ou nem se ver.
Pode estar mais perto ou mais longe, escondida nas nuvens ou na névoa, ser brilhante ou mais pacata e até ter vários tons.
Gera crendices e superstições, é associada aos lobos e lobisomens.
Mas é poética e romântica.
É bom "andar na lua", ir de lua de mel, amar ao luar.
Amar ao luar...Sempre a lua e sempre o amor!

5 de janeiro de 2020

Utopia


Diariamente chegam-nos imagens de sofrimento, guerra ou fome captadas pelo mundo nas várias catástrofes que não param de acontecer.
O pensamento comum e o desejo constante é de podermos ter paz no mundo, calma no planeta e bom senso no Homem.
Uma utopia claro!
Enquanto a ganância, arrogância e orgulho se sobrepuserem ao amor, humildade e gratidão nada poderá mudar.

Espero que um dia a felicidade invada todos os seres vivos.

Sobre os netos


Os netos são uma bênção que os avós recebem quando as memórias dos filhos pequenos se começam a dissipar no tempo.
São um renascer, um recordar e um aproveitamento de todo o amor que ficou.
Os filhos crescem num piscar de olhos e já não querem colo, não querem mimos porque se acham uns crescidos e parece mal receber as lamechices dos pais. E eles ficam com amor por dar, afetos por distribuir.
Quando chegam os netos já o tempo é maior, a paciência redobrou e a vontade de viver é bem mais importante.
Os avós abraçam todos os netos por igual e a todos distribuem colo, atenção, carinho e afagos, porque ainda ficou muito amor para dar.
Amam os seus netos com intensidade antes que também eles cresçam.

8 de dezembro de 2019

Na suavidade do amor


A paixão chega indomável e parte sorrateira, deixa desalento e solidão.
O amor chega ligeiro e suave, mas permanece.
Foi amor que ficou em nós, como o cheiro da brisa que passa e permanece suave e doce, levando-nos bem juntos pela vida que traçamos.
A nossa união e o nosso amor irão sempre sobrepor-se à paixão.
É o amor que nos une.
Sempre o amor!

3 de abril de 2019

Sentimentos


Longe está o começo da vida, a juventude e os companheiros perdidos, mas perto continua o amor, os sentimentos e a felicidade.
A vida foi mudando, tudo ao redor foi mudando, mas por dentro tudo permanece igual.
Mesmo que o coração bata mais pausado, o seu calor permanece igual.
O valor da vida é mesmo esse, sentimentos!

12 de março de 2019

Metade de mim


Casar, unir corações, amar para a vida inteira...
Será que quero?
Metade de mim anseia, a outra metade treme de medo.
Tudo na vida tem dois lados.
Procuro o equilíbrio e sei que vou encontrar.

14 de fevereiro de 2019

Um novo amanhã


Deixo mágoas e tristezas, desilusões e desencantos neste mar imenso e frio.
Seguirão o seu rumo até se desvanecerem.
Eu fico e aguardo um novo amanhã.

8 de janeiro de 2019

Quando a paz regressa


Quando a paz regressa, seja da guerra, do fogo, do mar ou de qualquer força para nós indomável, ficamos apáticos.
As lágrimas não existem e as forças perdem-se, mas o sentimento aumenta.
A união e o amor prevalecem e vencem tudo e todos.
O amor, sempre o vitorioso amor!

5 de janeiro de 2019

Amor trancado


Trancamos o nosso amor num destes cadeados.
Com os nossos nomes juntinhos e as nossas mãos unidas a fechamo-lo para todo o sempre.

E sempre é pouco!
Pouco para amar, para viver em perfeita união, para caminhar lado a lado de mãos juntas, para estar em perfeita cumplicidade.
O amor está selado, trancado num símbolo tão simples e de tanto valor.

Amor para sempre!