5 de janeiro de 2018



Velhas e usadas, cansadas de palmilhar  por caminhos, ruas e estradas.
Subiram e desceram escadas, pisaram água da chuva, lama e pisos escorregadios.
Andaram a direito, saltaram obstáculos, deram passos certeiros e passos errantes.

Agora, velhas e gastas foram largadas num canto à espera que alguém ainda as aproveite.
Alguém que precise de palmilhar caminhos, ruas e estradas.

Assim é o ciclo da vida.

(Feira da Ladra, Lisboa)

Sem comentários:

Enviar um comentário